Diagnóstico de infecções hospitalares por métodos de biologia molecular é tema de 17ª webconferência da SPI

Na última terça-feira (03), a Sociedade Paulista de Infectologia realizou mais uma ação do “Programa Educacional 2020: Terças-feiras com a SPI". O assunto: “Podemos melhorar o diagnóstico de infecções hospitalares por métodos de biologia molecular?” foi o tema deste 17º encontro, que aconteceu virtualmente, com duração de 1 hora e trinta minutos e contou com a participação de 60 espectadores, que puderam tirar suas dúvidas com os palestrantes perguntando sobre os assuntos em questão.

A sessão foi coordenada pelo Professor Associado e Livre-Docente da Disciplina de Infectologia do Departamento de Medicina da Unifesp e Presidente da SPI, Dr. Eduardo Medeiros.

O tema “Impacto dos testes moleculares no diagnóstico das infecções hospitalares” foi o primeiro a ser abordado, apresentado pela Coordenadora Médica do Setor de Microbiologia do Laboratório do Hospital Albert Einstein e Professora da FCMSCSP, Dra. Marinês Dalla Valle Martino. Em seu conteúdo, a especialista além de abordar a detecção do agente etiológico por bacterioscopia e cultura - métodos clássicos de identificação utilizados – focou sua apresentação nas plataformas moleculares mais comuns e desempenho dos métodos, entre eles Genexpert, Biofire Filmarray system, ID NOW e Liat.

Em seguida foi a vez do médico da CCIH do Hospital das Clínicas de São Paulo e Infectologista do Hospital 9 de Julho, Dr. Matias C. Salomão, comentar sobre o “Impacto clínico dos testes moleculares no controle de infecção hospitalar e antimicrobial stewardship”. Em sua apresentação, o especialista contextualizou sobre estratégia e intervenções de vigilância de multirresistentes, os principais agentes de multirresistência mais vistos dentro dos hospitais e os testes moleculares disponíveis para identificá-los. Além disso, mostrou diversos trabalhos científicos para contextualizar o assunto, incluindo o seu doutorado.


Para assistir a essa e todas as outras webconferências na íntegra, CLIQUE AQUI.    
 
Na próxima webconferência falaremos sobre “Qual o papel do IGRA (QuantiFeron-TB) no diagnóstico da tuberculose?” e ainda teremos mais outros importantes encontros virtuais com especialistas para discutir questões ligadas à infectologia. A SPI agradece a participação de todos!  





Veja todas Notícias da SPI