Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) reafirma recomendação da vacina contra HPV

                          Nota da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) sobre vacina contra HPV

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) é um dos programas de saúde pública mais abrangente do mundo. Distribui as principais vacinas disponíveis para prevenção de doenças infecciosas para milhões de pessoas em todo o país. A introdução de novas vacinas no calendário de imunização é feita de maneira criteriosa, levando em conta a eficácia e segurança dos produtos disponíveis, e avaliando, de forma responsável, os custos implicados na sustentabilidade dessas inovações.

O PNI é assessorado, nas questões científicas, por comitê de especialistas de diversas áreas, o Comitê Técnico Assessor em Imunizações (CTAI). A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) tem um representante no CTAI, que ativamente participa das discussões referentes à segurança e eficácia de vacinas. Todas as vacinas do calendário nacional de imunização são seguras, como comprovam muitos estudos realizados e publicados em diferentes revistas e jornais científicos, incluindo a vacina de HPV. A decisão de incluí-la no calendário nacional de imunização foi amplamente discutida e endossada por várias entidades médicas, entre as quais a SBI. A vacina de HPV já estava disponível nas clínicas particulares e era recomendada pelos infectologistas. Incluí-la no PNI era anseio de todos, proporcionando igual oportunidade de proteção às meninas de todo o país. A SBI reafirma que os estudos publicados referentes a esta vacina e os relatos de seu uso em larga escala, em vários países do mundo, respaldam sua segurança e eficácia.

A SBI recomenda a vacinação para HPV.

Comitê de Imunizações e Diretoria da SBI.





Veja todas Notícias da SPI